O protagonista

Não sabes aonde ir Foi você que deu razão Pra eu te esquecer E morrer E agora? Ação e reação Juntas numa Peça de teatro No qual o protagonista Morre no início Antes de começar Já terminou Esse amor Que não durou Nem passou do prólogo Logo o segundos passará E quando acordar para outro […]

Leia mais O protagonista

A poesia de eu e você

Tuas lágrimas caiem como rimas Na canção triste que componho Desculpa por fazer isso Meu dom é esse Histórias são feitas assim A roda gira e a chuva é a mesma Para pobres e para ricos que andam de carro importado Se fala de amor A dor que eu não vejo Se fala da dor […]

Leia mais A poesia de eu e você

Espião

Eu preciso mentir Negar o meu verdadeiro A ilusão é um ofício Depois de um drink Meus lábios não são pra ser beijado Como um espião Tem que ser cauteloso E desaparecer na escuridão Sou espião Sei tudo sobre você As janelas que eu vejo O teu andar e teu respirar Sou espião Quando a […]

Leia mais Espião

Trilhos

Bem provável O princípio As ferrovias Nos trilhos Trilhos que despedaça Que despedaça Carne e graveto Que despedaça Que despedaça… É notório O que faz Perder a alma O senso do ridículo Que reflete O verdadeiro eu Que reflete Que reflete Doce simpatia Do teu olhar A chuva a beija no rosto Doce simpatia Da […]

Leia mais Trilhos

I do not know if I’ll say

Eu não sei se vou dizer Eu não sei se vou dizer Eu não sei se vou dizer Quanto eu quero Sua vida me amarra Seu caminho me encanta Perdido muitas vezes Eu estou sem um norte Eu não estou preparado Eu não estou preparado Eu não estou preparado Quanto desse amor é forte Arraste-me […]

Leia mais I do not know if I’ll say

Singularidade

Anoto num caderno Tudo que eu vejo Se o terno está alinhado Ignoro a cartilha de etiqueta Se ando a pé ou de metrô Se digo alô Ou apenas oi A conversão dos fatos O cotidiano que naufrago Fazendo parte de mim As vezes arrancando-me A ansiedade de criar Crise passamos Por falta de criatividade […]

Leia mais Singularidade