Folhas

Fosse, aquele que poderia Mudar as coisas do lugar O zéfiro varre as folhas secas Sem pressa alguma de ir Chuva de folhas alaranjadas Cobre o chão onde piso Pés descalços na terra molhada Limonada na jarra em tardes quentes de verão Crianças na rua Andando de bicicleta Saudade da infância A distância entre nós […]

Leia mais Folhas

Reminiscências

Foram os tempos de colheitas Tudo aquilo que herdou não voltará mais Sacrifício de um herói pelo povo Valeria muito quanto outrora As cortinas foram abertas O sol iluminou a verdadeira face Desmascarado, exposto o tolo da corte Foge com o rabo entre as pernas da morte Noites vagas e frias Buscando respostas de um […]

Leia mais Reminiscências

Dama enferrujada

Acorda dama enferrujada Já passou da hora de dormir Não verá o teu amor passar se ficar aí Não ouvirá os pássaros sorrir daqui Rio doce que desce pela colina Atravessa o vilarejo e abastece lares e rebanhos Por pedras pequenas e coloridas formando um mosaico de alguém Desenho de dois seres sendo um só […]

Leia mais Dama enferrujada

Apenas Metáforas

Perdoa-me minha flor Não regaste nestes últimos dias Por motivos que eu nem sei Perdoa-me outra vez por lhe causar tanta dor Ultimamente vivo numa ilha imaginária Distante de tudo e de todos De baixo da luminária Apenas leio um bom livro e me distraio com suas palavras Parece egoísta de minha parte Desapegando do […]

Leia mais Apenas Metáforas

Paz?

Atendendo ao Desafio Literário, dessa vez proposto por Sandro Ernesto do blogue Panografias, o tema da vez é PAZ, abaixo segue meu poema A Paz e o Caos. É bem interessante perceber a peculiar visão de cada um, passe lá para ler os links, já têm várias participações, mais que isso, sugiro que participem para […]

Leia mais Paz?

Boa tarde!

Portanto, agora existem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. Porém a maior delas é o amor. 1Coríntios 13:13 NTLH

Leia mais Boa tarde!

William Blake

Augúrios de inocência Ver um mundo num grão de areia, E um céu numa flor do campo, Capturar o infinito na palma da mão E a eternidade numa hora Um tordo rubro engaiolado deixa o céu inteiro irado Um cão com dono e esfaimado prediz a ruína do estado Ao grito da lebre caçada da […]

Leia mais William Blake

Som da noite/ Harry Nilson

Todo Mundo Falando de Mim Todo mundo falando comigo Eu não ouço uma palavra que estão dizendo Apenas os ecos da minha mente Pessoas paradas olhando Eu não consigo ver seus rostos Somente as sombras dos seus olhos Eu estou indo onde o sol continua brilhando Através da chuva torrencial Indo onde o tempo se […]

Leia mais Som da noite/ Harry Nilson

Olhar Bacana – Radiohead

Jigsaws falling into place Assim que você pega na minha mão Assim que você anota o meu número Assim que as bebidas chegam Assim que eles tocam sua música favorita E a conversa perde a graça E você para de falar que nem uma matraca Antes de você se cansar Volta e se concentra As […]

Leia mais Olhar Bacana – Radiohead

Olhar Bacana- Fleetwood Mac

Dreams Agora vem você de novo Você diz que quer sua liberdade Bem, quem sou eu para te impedir Está certo, você deve jogar do jeito que tem vontade Mas ouça com atenção o som Da sua solidão Como o bater do coração…que te deixa louco Na calmaria da lembrança do que você tinha E […]

Leia mais Olhar Bacana- Fleetwood Mac

Olhar Bacana- William Gibson

Mona Lisa Overdrive é um romance cyberpunk escrito por William Gibson e publicado em 1988. É o terceiro e último livro da Trilogia do Sprawl, sendo os demais Neuromancer e Count Zero. A história ocorre oito anos após os eventos de Count Zero no Sprawl.  O romance foi nomeado para o Nebula Award de Melhor […]

Leia mais Olhar Bacana- William Gibson

Olhar Cult- Erich von Däniken

Eram os Deuses Astronautas? (Erinnerungen an die Zukunft, no original alemão) (The Chariots Of The Gods?, em inglês) é um livro escrito em 1968 pelo suíço Erich von Däniken, em que o autor teoriza a possibilidade das antigas civilizações terrestres serem resultados de alienígenas (ou astronautas) que para as épocas relatadas teriam se deslocado.[1] Von […]

Leia mais Olhar Cult- Erich von Däniken

Olhar Distopico- ” THX 1138″

THX 1138 é o primeiro filme escrito e dirigido por George Lucas. O filme, de 1971, conta a história de dois cidadãos de uma sociedade distópica, localizada no subterrâneo em um local e época indefinidos. A sociedade criada por Lucas apresenta uma visão pessimista de um futuro em que os habitantes são vigiados por androides, […]

Leia mais Olhar Distopico- ” THX 1138″

Olhar Nostálgico The happenings

Te Vejo Em Setembro Estarei sozinho noite após noite Quando você estiver longe, não esqueça de escrever Tchau, até logo, adeus Tchau, até logo Te vejo em setembro Te vejo quando o verão terminar Aqui estamos nós (tchau, amor, tchau) Despedindo-nos na estação (Tchau, amor, tchau) As férias de verão (tchau amor, tchau amor) Estão […]

Leia mais Olhar Nostálgico The happenings

Olhar bacana Dionne Warwick

Passe Por Mim Se você me vir andando na rua E eu começo a chorar cada vez que nos encontramos Passe por mim, passe por mim Faça que eu acredite Que você não viu as lágrima Apenas me deixe chorar Porque toda a vez que eu te vejo Eu fico triste e choro E passe […]

Leia mais Olhar bacana Dionne Warwick

Olhar distopico Parte 1

1. 1984 (1949) Esta obra prima de George Orwell é um dos livros mais importantes do século XX! Mesmo sendo escrito há várias décadas, não deixa de permear vários assuntos atuais vividos pela sociedade contemporânea. Orwell criou um mundo que está centrado na figura assustadora do “Big Brother”, um autocrata onipresente que lidera o regime […]

Leia mais Olhar distopico Parte 1

Olhar Clássicos-Filmes de Terror

Psicose (1960) Do aclamado mestre dos filmes de horror Alfred Hitchcock, Psycho é uma das obras mais simbólicas do gênero “terror psicológico”. A trama gira em torno de Norman Bates (Anthony Perkins), o jovem gerente do Hotel Bates, e o misterioso desaparecimento de Marion Crane (Janet Leigh).  Psicose foi baseado no romance homônimo de autoria […]

Leia mais Olhar Clássicos-Filmes de Terror

Olhar Bacana -Pink Floyd

Mother do Álbum “The Wall “. Pink Floyd Mãe (tradução) Mãe, você acha que eles jogarão a bomba? Mãe, você acha que eles gostarão dessa música? Mãe, você acha que eles tentarão me castrar? Mãe, eu devo construir o muro? Mãe, eu devo concorrer para presidente? Mãe, eu devo confiar no governo? Mãe, eles me […]

Leia mais Olhar Bacana -Pink Floyd

Olhar Bacana – Mazzy Star

Fade Into You Mazzy Star Tradução Desaparecer Em Você Quero agarrar a mão dentro de você Quero uma respiração que seja verdadeira Olho pra você e não vejo nada Olho pra você para ver a verdade Você vive a sua vida Você vai pelas sombras Você se despedaçará e se escurecerá Uma espécie de noite […]

Leia mais Olhar Bacana – Mazzy Star

Olhar Bacana- Dido

End Of Night Dido Tradução Fim de Noite Apenas agora que acabou Eu consigo ver o ano Ver o que dele foi feito E começar outro dia Toda a liberdade que você teve O amor que você abusou Os amigos que você colocaria Contra mim se pudesse E você está distorcendo o que eu digo […]

Leia mais Olhar Bacana- Dido

Olhar Bacana Franz KafKa

O Processo (no original em alemão, Der Prozess) é um romance do escritor checo Franz Kafka, que conta a história de Josef K., que acorda certa manhã, e é processado e sujeito a longo e incompreensível processo por um crime não especificado.[1] Segundo Max Brod, amigo pessoal de Kafka, o livro permaneceu inacabado como estava […]

Leia mais Olhar Bacana Franz KafKa

Olhar bacana Hermann Hesse

O lobo da Estepe – Hermann Hesse “…como admirava, então, aquelas enevoadas tardes de outono ou de inverno! Como respirava, ansioso e embevecido, a sensação de isolamento e melancolia, quando, noite adentro, enrolado em meu capote, atravessava as chuvas e tempestades de uma natureza hostil e revoltada, e caminhava errante, pois naquele tempo já era […]

Leia mais Olhar bacana Hermann Hesse

Olhar Bacana – Love

Andmoreagain Verso 1: E se você vai ver Andmoreagain Então você saberá Andmoreagain Para você pode ver você em seus olhos Então você sente seu coração batendo Thrum-pum-pum-pum Verso 2: E quando você deu tudo que você tinha E tudo ainda acaba Ruim, e todos os seus segredos são seus Então você sente seu coração […]

Leia mais Olhar Bacana – Love

Olhar Bacana -The SMITHS

The Queen is Dead é o terceiro álbum de estúdio da banda inglesa The Smiths, lançado em 1986. A capa é uma foto do ator Alain Delon, datada de 1965, como se estivesse morto. Para os Smiths significava o fim de um período marcado pelo tédio, seria a libertação das tradições aristocráticas da Inglaterra. The […]

Leia mais Olhar Bacana -The SMITHS

Olhar Bacana / Os Mutantes

Chão De Estrelas Os Mutantes Minha vida Era um palco iluminado E eu vivia vestido de dourado Palhaço das perdidas ilusões Cheio dos guizos falsos da alegria Eu vivia cantando a minha fantasia Entre as palmas febris dos corações Meu barracão Lá no morro do Salgueiro Tinha o cantar alegre De um viveiro Foste a […]

Leia mais Olhar Bacana / Os Mutantes

Olhar Bacana Djavan

Oceano Assim que o dia amanheceu Lá no mar alto da paixão Dava pra ver o tempo ruir Cadê você? Que solidão! Esquecera de mim? Enfim, de tudo o que há na Terra Não há nada em lugar nenhum Que vá crescer sem você chegar Longe de ti tudo parou Ninguém sabe o que eu […]

Leia mais Olhar Bacana Djavan

Olhar Bacana Tradução

Make It Rain Foy Vince Faça chover Quando os pecados do meu pai Pesar na minha alma E a dor da minha mãe Não me deixa ir Bem, eu sei que pode vir fogo do céu Para refinar os mais puros dos reis E apesar de eu saber que esse fogo me traz dor Mesmo […]

Leia mais Olhar Bacana Tradução

Olhar bacana tradução.

Yellow River Christie O Rio Amarelo Então garoto você pode tomar o meu lugar Peguei meus documentos Recebi o meu salário Então, pego as malas e vou estar a caminho Do rio amarelo Ponha minhas armas para baixo a guerra está ganha Encha o meu copo, a hora chegou Vou voltar para o lugar que […]

Leia mais Olhar bacana tradução.

Olhar bacana tradução

The Model Kraftwerk [O modelo] Ela é uma modelo e ela está com uma aparência boa Gostaria de levá-la para casa isso é compreensível Ela atua arduamente para fazê-lo, ela sorri de tempos em tempos Precisa apenas de uma câmera para mudar sua cabeça  Ela estará saindo hoje à noite, bebendo só champanhe E ela […]

Leia mais Olhar bacana tradução

Olhar Bacana Suzanne Vega

Tom’s diner. Estou sentado(a) De manhã No restaurante Na esquina  Estou esperando No balcão Pelo homem Para servir o café  E ele serve Só até a metade E antes De eu argumentar  Ele está olhando Pela janela Há alguém Chegando  “é sempre Bom ver você ” Diz o homem Detrás do balcão  Para a mulher […]

Leia mais Olhar Bacana Suzanne Vega

I have to live better.

Tenho que viver melhor, melhor do que já fui antes Desse jeito, não há expectativas As margens caiem, porcentagem da desgraça O dinheiro não vem de graça, basta acordar cedo e ir trabalhar Tenho que me redimir, a hipocresia um defeito soberbo do homem Não importa a crença, importa que o bem vença Tenho que […]

Leia mais I have to live better.

Estradas

Meio confuso o que está acontecendo Nossa química entre irmãos ultrapassando a razão O tempo vai passando e as respostas não estão vindo O agridoce do teu beijo ainda sinto em meus lábios Não falo de mulheres e nem de homens O amor que me refiro é o amor de viver livre Como os pássaros […]

Leia mais Estradas

“”

“TODAVIA A BENDITA VIA DIREITA E ESQUERDA A MERDA QUE SE OUVE A CARNE À VÁCUO QUE SE VENDE CONFETES DISFARÇA A GARÇA QUE PESCA PEIXE VOCÊ É UMA PIRÂMIDE PESCADO E CONGELADO.”

Leia mais “”

As coisas…

As coisas nunca mudam Pode mover-las e trocar As coisas nunca mudam Pode até melhorar Ao que tudo indica As setas podem até mentir Até o mesmo o sorrir Pode enganar e fingir As coisas nunca mudam O velho fica mais experiente Mas não o mais sábio As coisas nunca mudam Palavras e rimas se […]

Leia mais As coisas…

Passo largo

Hmmmmmm Os zunidos Hmmmmm Os zunidos Hmmmmmm O mestre ensina O pastor prega O mentiroso nega O ladrão foge Muitos estão em cima do muro Outros espiam pela fechadura Alguns depositam a sorte numa ferradura Outros no sangue lavado na cruz. Assim caminha Aquele velho conceito sobre a humanidade A passos largos para trás Perto […]

Leia mais Passo largo

Pedro Ruas (Mais uma canção)

        Pedro Ruas    (Una canción más) Pedro caminha sem eira e beira Sem pensar em nada Desacreditado dessa fantasia De amor e para sempre. Pedro caminha sem parar Ruas fedendo a urina de mendigos Cidade suja e esburacada Cheia de pecados em seus becos e penumbras. Mais um poema Do dilema e da diadema […]

Leia mais Pedro Ruas (Mais uma canção)

Os dias se foram.

-Os dias se foram! Meus sonhos arvoram minhas ambições. Os dias passam e você nem perceberá, as ondas se quebram e voltam para o mesmo lugar. Você sabe que eu vou atravessar O sol morre para o oeste e lá você vai um dia também. Você sabe que vou cruzar, mas algum dia eu vou […]

Leia mais Os dias se foram.

Docente

Um brinde à saúde Seu riquinho idiota Calça de seda Perfume francês Brinca assim Assim queimará Teu fim? Só Deus sabe Cabe na cabeça? Chapéu de burro Sentado lá no fundo Maquinando a carnificina Docente sente assim Afim de… Silenciar as bocas Silenciar as vozes Brinca assim Assim queimará Teu fim? Só Deus sabe

Leia mais Docente

autumn blues

O vento, ah o vento que balança e bagunça os cabelos e os galhos das árvores. O vento seco do outono agora dono por uma estação. Triste e desbotado Pobre coração Na balada que ouve no rádio A melancolia sépia da solidão. Casais felizes cruzam por mim Todos seus finais felizes Das historias de amor […]

Leia mais autumn blues

Sem título.

Eu acredito nas tuas ações, maldito seja aquele que mente. Olhar para os lados e ter medo de seguir em frente O que outros tem a dizer? Sabedoria demais faz mal Traz guerra e terror Na paranoia americana Terroristas nós somos. Eu (des)acredito nas tuas verdades Fala mansa e gesto de solidariedade Capa da revista […]

Leia mais Sem título.

Píer dos cães sarnentos.

Meus versos Sem versos Linhas brancas Sem coragem pra escrever. Meu universo Disperso neste verso Reverso das horas Das palavras soltas. Do medo e receio Do erro ou da falta Malta derramada Na mesa de madeira. Sem eira e nem beira Ode oh! Pablo Neruda Muda mulata Que vejo desfilar. Rapazes hipnotizados Marujos a naufragar […]

Leia mais Píer dos cães sarnentos.

Um novo olhar lista

Filmes melhores do que Ciquenta tons de cinza. 9 1/2 Semanas de amor. Sinopse. Elizabeth é uma jovem bela e sexy, que trabalha numa galeria de arte moderna, e se envolve com John, um homem rico e poderoso. Eles apaixonam-se de forma muito intensa e começam por praticar fantasias sexuais cada vez mais picantes, o […]

Leia mais Um novo olhar lista

Um novo olhar tradução

Bette Davis eyes / Olhos de Bette Davis Seu cabelo é dourado como Harlow Seus lábios uma doce surpresa Suas mãos nunca estão frias Ela tem os olhos de Bette Davis Ela vai ligar sua música em você Você não terá que pensar duas vezes Ela é pura como a neve de Nova York Ela […]

Leia mais Um novo olhar tradução

Através da escuridão do fim.

Através da escuridão eu mergulho de cabeça Nunca esqueça de quem sempre te amou Fique quieta, estou trazendo a luz… Dias péssimos todos já tiveram Algumas lágrimas e perdas Temos o livre arbítrio Para o bem ou para o mal Através da escuridão eu mergulho de cabeça Nunca esqueça de quem sempre te amou Fique […]

Leia mais Através da escuridão do fim.

Quebrar as paredes.

O medo distorce A realidade muda No caledoscopio Imutável o ver Na taça serve-se ópio As pupilas dilatadas Presas na fixação Tudo faz parte da ilusão Quebrar as paredes Do quinto do andar Agora sou Um pássaro que voa Da janela pequena Enxergo uma vastidão Meu coração no porta joias Posso chamar de tesouro A […]

Leia mais Quebrar as paredes.

Olhar Bacana García Lorca

    ODE PARA SALVADOR DALI Uma rosa no jardim alto que você deseja. Uma roda na sintaxe pura do aço. A montanha despojada de névoa impressionista. Cinzas olhando para fora das últimas balaustradas. Pintores modernos em seus estúdios em branco, Segure a flor esterilizada da raiz quadrada. No dilúvio do Sena um iceberg de mármore […]

Leia mais Olhar Bacana García Lorca

парадокс/Paradoxo

O céu profundo e roxo Na noite púrpura O frio que congelava as pontas dos dedos Meu paradoxo, meu caminho Como poderia dizer adeus a você que não está aqui? Como remediar a dor se não há cura pra ela? O tempo vai esculpindo O meu caráter e o meu ver Tudo aquilo que passou […]

Leia mais парадокс/Paradoxo